0800-941-7591 / (61) 3578-8080FAQ - Perguntas Frequentes

Seja um Associado
A- A A+

Aposentados criam fábrica de brinquedos e doam a ...

21 dez 2018

A Toy Foundation, uma fábrica de brinquedos fundada e composta por aposentados na faixa dos 80 anos está trazendo alegria a crianças carentes nos Estados Unidos.

Fundada por Tiny Tim em West Jordan, no estado de Utah, a organização não-governamental sem fins lucrativos comemorou recentemente um marco incrível: 1.000.000 de brinquedos produzidos (e doados) para caridade.

A ONG produz entre 80 e 120 mil carrinhos de brinquedo por ano, a partir de uma força de trabalho essencialmente voluntária e composta por aposentados ativos que desejam realizar coisas novas, de forma a se sentirem úteis consigo mesmos.

“Para algumas crianças ao redor do mundo, um dos nossos pequenos carros de madeira é o primeiro e único brinquedo que eles terão”, disse Alton Thacker, um senhor de 83 anos, que trabalhava como barbeiro e agora está aposentado.”

“Ver sorrisos é motivador. Para cada carrinho que terminamos e entregamos, sempre há outra criança que precisa de um”, complementou, dizendo também que trabalha na ONG há 16 anos.

“O destaque pra mim é ajudar na fabricação de carrinhos de areia”, disse Wade Bender, 74 anos, que lecionava num colegial como professor de biologia e que já foi treinador de futebol. Wade dirige 90 quilômetros de ida e volta para trabalhar na fábrica, às terças-feiras.

Um mero carrinho de brinquedo feito a partir de sucata pode parecer algo simples, diz ele, mas o impacto social na vida de uma criança é enorme.

A reação

Wade conta que as crianças presenteadas reage sempre da mesma forma.

“A resposta é de pura alegria, sempre.”

A Toy Fundation distribui brinquedos em diversos países, tais como Brasil, Rússia, México, Gana, Tailândia, Iraque e Afeganistão, seja em hospitais infantis, restaurantes, bairros de periferias ou escolas.

Todo o material utilizado na fábrica é doado por marceneiros e jardineiros de Utah; além disso, o aluguel da oficina é pago por um anônimo (e generoso benfeitor).

E assim nasceu a Tiny Tim’s…

A fábrica surgiu de uma ideia que Thacker teve em 2002. Ele tinha uma barba branca, semelhante à do Papai Noel, e sua esposa, Cheryl, costumava usar veludo vermelho. Unindo o útil com o agradável, eles decidiram transformar as pranchas de madeira descartável doadas em carrinhos de brinquedo.

“Durante anos, nos vestimos como Papai Noel e Mamãe Noel e entregamos óculos, sapatos e equipamentos médicos para pequenas aldeias no México”, disse.

“E nós dois sabíamos o papel importante que os brinquedos desempenhavam no desenvolvimento da criança. Por que não abrir uma fábrica de brinquedos em Utah e ajudar eles mesmos a cuidar dessa necessidade?”

Assim nasceu a fábrica de brinquedos Tiny Tim’s, denominada assim em homenagem a um menino desnutrido e deficiente que Thacker e sua esposa conheceram em uma viagem conjunta ao México nos anos 1990.

“Nós não sabíamos onde ia dar”, disse Cheryl Thacker, 83 anos.

“Mas quando você tem um homem como Alton, que tem um coração grande, você simplesmente entra na onda.”

O idoso afirmou que gasta apenas US$ 2 para fazer cada carro de brinquedo, o que facilita a produção em massa para atender o maior número possível de crianças.

Graças às doações e ajudas financeiras, Thacker consegue economizar US$ 14 por carro, já que não precisa comprar a madeira, nem pagar a mão-de-obra.

O batalhão dos brinquedos

Com a ajuda de voluntários advindos de igrejas, grupos cívicos e até escoteiros, todos inscritos em turnos, Cheryl conseguiu montar uma equipe rotativa e regular com um total de 35 voluntários.

A pintura dos carrinhos, nas cores padrão vermelho, azul, verde e roxo é feita voluntariamente por adolescentes internos do Centro Correcional de Utah.

Para cumprir a meta deste ano, de produzir 120 mil brinquedos, Thacker diz que ainda precisa confeccionar 15 mil carros de madeira, passando pelos processos de rastreio, corte, perfuro e lixação, tudo isso para antes do Natal.

“Temos um pequeno exército de voluntários que querem colocar cada um dos nossos carros nas mãos de uma criança”, disse Alton.

Após as festividades de Natal, quando todos os carrinhos forem entregues, e a última criança receber seu brinquedo, Thacker conta que tudo que deseja em seguida é poder relaxar em seu sofá, assistir um bom filme nas férias e refletir sobre o ano que passou.

“No final de dezembro, estamos cansados”, disse ele.

“Mas nossos corações estão cheios. Me faz sentir bem ver o impacto que estamos causando. Eu sempre disse que o segredo da felicidade é fazer alguém feliz. Então, depois do Ano Novo, começaremos tudo de novo”, concluiu.

Fonte: http://razoesparaacreditar.com/gentilezas/aposentados-brinquedos-criancas-carentes/